quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Divagações...

Cheguei! E hoje, saltitante... Alcancei minha primeira meta, já eliminei 5,7kg! Até me espantei pois não esperava! Santa caminhada! Está valendo a pena, levantar cedo, derreter no sol, voltar ensopada! Agora é que eu não paro mesmo! E vou só cantarolando: “Não pára, não pára, não pára não!” rs...rs...rs...
E confesso que ontem fui quase que obrigada para a reunião... dia nublado mas sem nenhum ventinho... abafado! Depois do almoço pintou um jeito de chuva, fui provida de guarda chuva, suando em bicas. E, num dia em que parecia tudo tão igual, a surpresa magnífica da balança! E, afinal, só choveu lá para as 23h, eu já tinha até deitado quando senti o cheirinho de terra molhada e aí... tchibum! Caiu chuva grossa e refrescante! Já estava com saudades, até falei dela no post anterior...
Hoje está nem barro nem tijolo. Está nublado mas tem vento e está um calor fresco! Foi bom porque eu precisava mexer na estante de livros...

Enquanto a gente espera a reunião senta em grupinhos e fica papeando. Ontem o papo era sobre dízimo, quando eu cheguei estavam falando e as opiniões, claro, divergiam. “Quem inventou isso de dízimo?” “O que é o dízimo?” Isso vem de séculos... Caim e Abel brigaram por causa de dízimo! Ué... Caim e Abel trabalhavam e tinham salário? Erroneamente, a gente quando pensa em dízimo, pensa só em dinheiro, mas na verdade, o dízimo é 10% de tudo o que recebemos gratuitamente de Deus. Prosperidade não é só ter riquezas materiais... A pessoa próspera tem dinheiro, alegrias, saúde, amigos... O papo parecia até piada, demos boas gargalhadas mas acabou sendo interrompido com o início da reunião. Mas eu falei que tinha alguma coisa sobre esse assunto num dos livros da Seicho-No-Ie e fiquei de procurar para levar na próxima quarta.
Hoje procurei e achei o livroChave da Provisão Infinita”, de Masaharu Taniguchi. O capítulo 8 fala exatamente sobre o dízimo e já começa explicando o que é o dízimo: “Honra o Senhor com teus haveres, e dá-lhe das primícias de todos os teus frutos e se encherão os teus celeiros de fartura”. E vai desdobrando em exemplos, citando fatos do Antigo Testamento mas eu retirei alguns pontos chaves.

O dízimo é a fonte da provisão infinita de Deus e que é o verdadeiro meio de retribuir a Ele. A alma de quem nada oferece definha, mas a de quem dá engrandece e se torna magnânima. Sem nada oferecer a Deus, não podemos experimentar a alegria e a liberdade de Deus. Não importa o que e quanto se doa ao Senhor. Os que não tem disponibilidade financeira, podem doar seu tempo, compartilhar alimentos, oferecer uma refeição a um pedinte. O importante é que a oferta seja feita de todo o coração, com alegria e sem esperar recompensa.”

Na quarta que vem, vou levar esse pequeno texto para elas.



3 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo texto encontraste.A impressão que temos é que é apenas dinheiro .Que bom que perdeste os quilinhos! Valeu a caminhada, esfoço recompensado,né? beijos,tudo de bom,chica

AVOH disse...

O melhor dízimo que podemos oferecer é aquele que vem do coração. Adorei o post de hoje pois vai ao encontro de tudo o que penso.
Parabéns pela meta atingida, mas principalmente por superar a indisposição e ter ido em frente.
Beijão.

Keep Calm & Feel Good disse...

Olá minha querida..

Passei para conhecer o teu bloguinho e gostei tanto que já sou tua seguidora e vou passar aqui sempre que possível...se quiseres ser minha seguidora também, ficarei muito feliz!!!

Desejo-te muitas felicidades antes de mais, muita força, coragem, determinação e muito, muito sucesso....

Beijinhos, tudo de bom e até breve...