sexta-feira, 4 de maio de 2012

Oba! Final de semana!

Semana super curta essa... já é sexta de novo! Tudo indica que teremos um final de semana normal para repor o sono em dia e renovar as energias!
Na quarta, tivemos as atividades normais no Centro Esportivo, um frio... uma moleza... Ontem, tivemos palestra com um neurologista (não anotei o nome dele, esqueci...) sobre enxaqueca e fiz um rascunho para compartilhar! Fui preparada para, após a palestra ir ao horti fruti, mas tomamos um chazinho e bateu preguiça...
Hoje, não tive como escapar. Terminei o alongamento (fugi da hidroginástica), lavei o rosto e fui direto para o ponto de ônibus. Já estou precisando fazer compras do mês, mas dependo do Mô ter folga no serviço (nessa hora me arrependo amargamente de não ter aprendido a dirigir... Fazer o que, né?) e já estava sem o básico do básico! Coisa pouca, fui rapidinho, cheguei em casa, preparei um macarrão instantâneo, queijo parmesão... Divino! É sério, eu amo “miojo”, sopinha Vono...
Da palestra de ontem - Luiz Carlos, lembrei o nome do neurologista! - anotei os tópicos:

Uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Cefaléia revelou que 12% dos brasileiros sofre de enxaqueca e entre as mulheres o quadro é ainda pior: 18% são atingidas. A enxaqueca não é uma dor de cabeça mais forte... é uma doença e deve ser tratada e somente um médico pode diagnosticar corretamente. Não há ainda uma causa comprovada para a doença, que pode estar ligada à genética da pessoa.
Em níveis mais avançados, a enxaqueca provoca intolerância a luz, sons e odores, além de náuseas, vômito, inchaço e tonturas.
Como evitar as crises de enxaqueca:
  • Vá ao médico para fazer exames e ver a quanto anda seus hormônios;
  • Observe o que você comeu que possa ter gerado a crise. Chocolate, vinho, queijo e café são os maiores vilões. Faça um diário, anote os alimentos que lhe afetam;
  • Evite o jejum pois longos períodos sem comer podem dar início a crise;
  • Fuja do estresse. Aprenda a controlar e evitar situações de aborrecimento.
  • Estabeleça uma rotina com horários fixos para alimentação e sono;
  • Procure fazer atividades tranquilas como ioga e pilates;
  • Não tome remédios sem ter ido ao médico. Nem tudo o que é bom para seu vizinho é indicado prá você!

Uma receita caseira que ajuda até que você vá ao médico é chá de folhas de melissa:


Ferva as folhas por 20 minutos, bata no liquidificador, coe e beba morninho.
Se for adoçar, use mel.


Bom final de semana!
FUI!

5 comentários:

Aliny disse...

nuxaaaaaaa tia amodoro miojo:) sendo assim nao passo fome.. pq qdo minha mae cisma de fazer umas comidas chic ..tipo bobo de camarao ..ECA!!!!!! se for calor vou de sanduba se for frio vou de miojo ..tia fazia dois dias q o Gu nao tomava banho ;p legal o post sobre enxaqueca..dor ng merece..otimo fds..Bjinhux

✿ chica disse...

Boas dicas aqui!!Esse chá é ótimo e acalma!!beijos,tudo de bom,chica

Teté disse...

Não me posso queixar, só tive duas vezes na vida! Um horror!

Bom fim de semana e beijocas!

Gracinda disse...

Tetê, eu nem espero a enxaqueca para tomar chá de melissa... é um hábito diário! Muito obrigada por sua amável visita! Acabo de atualizar e estou te esperando! Bom final de semana! Paz, Luz e Harmonia!

Ane disse...

Ei Tetê,muito boas as dicas.Eu tenho uma dor de cabeça de vez em quando,sempre que volto de um plantão,porque não dormi bem e geralmente venho sem tomar café pra casa.É certo que ela vai aparecer!Também não posso ficar sem tomar café,pra mim é o contrario,se eu não tomar me dar dor de cabeça!Bjos e bom fim de semana!